Suporte Técnico

Glossário
20 Resultado(s) por letra: T

T1 :

Link de transmissão digital com velocidade de 1,544 Mbps, onde se utiliza um par comum de condutores trançados. As linhas de T1 são usadas para a conexão de redes entre distancias longas. As bridges e os routers são também utilizados na conexão entre LANs e redes T1.

T1 Channels :

Na América do Norte, canal de transmissão digital com velocidade de 1,544 milhões de bits por segundo. Na Europa, canal de transmissão digital com velocidade de 2,048 milhões de bits por segundo. Termo da AT&T para designar um equipamento digital usado na transmissão de sinal formatado no padrão DS-1, com velocidade de 1,544 Mbps.

T3 Channels :

Na América do Norte, canal de transmissão digital com velocidade de 45,304 Mbps, geralmente chamado de DS-3 (pela sua denominação operacional).

TBC (Time base correction) [Correção da base de tempos] :

Sincronização de sinais diferentes em equipamentos, tais como multiplexador ou time base corrector (corretor d b base de tempos).

TDG (Time and date generator) :

Dispositivo gerador de sinal de hora e data.

TDM (Time Division Multiplex) :

Uso compartilhado (em tempo) de um canal de transmissão, em que um determinado segmento do ciclo de transmissão é dedicado a um certo usuário.

Tearing :

Deslocamento lateral das linhas de vídeo produzido pela instabilidade de sincronismo, dando à imagem a aparência de ter sido rasgada.

Teleconferencing [Teleconferência] :

Reunião realizada através de conexão eletrônica, com os participantes em locais geograficamente distantes ou não.

Telemetry [Telemetria] :

Sistema de controle remoto, geralmente utilizando dados digitais codificados, destinado a controlar os movimentos de pan [deslocamento no plano horizontal], tilt [deslocamentos no plano vertical], lente zoom, focalização, posicionamento, lavagem, secagem, e outros similares. Sendo um sistema digital, a transmissão é feita geralmente através de pares trançados de condutores ou cabo coaxial, juntamente com o sinal de vídeo.

Termination [Terminação] :

Normalmente, uma referência ao tipo de conexão posta na extremidade de um cabo, ou seja, a colocação de um conector especial (terminal) nesse ponto; no caso de cabos coaxiais, o conector quase sempre é do tipo BNC. Para o cabo de fibra óptica, utiliza-se o conector ST. Esse termo pode também ser uma referência à combinação de valores de impedâncias, no caso de transmissão elétrica. Isso é muito importante no caso de sinais de alta freqüência, como é o caso do sinal de vídeo, onde o valor para impedâncias normalmente aceito, é de 75 Ohms.

TFT (Thin-film-transistor) :

Tecnologia aplicada principalmente na fabricação de telas planas em display de computadores e vídeo, que são de qualidade superior à das telas comuns de LCD. A qualidade da cor, tempo rápido de resposta e resolução são excelentes para os sistemas de vídeo.

Time lapse VCR (TL VCR) :

Gravador de vídeo, mais comumente do formato VHS, no qual se pode prolongar o tempo de gravação de uma única fita para até 960 horas (no caso de uma fita para 180 minutos). Este é um tipo de VCR freqüentemente utilizado nos sistemas de CFTV. O princípio de funcionamento é muito simples: em vez manter o deslocamento da fita com velocidade constante de 2,275 cm/seg, (como é o caso dos gravadores VCR do tipo VHS, para uso doméstico), este será feito em etapas separadas que poderão ser controladas individualmente. Os gravadores desse tipo dispõe de um grande número de funções especiais e muito utilizadas em sistemas de CFTV, tais como disparo de alarme externo, registro da data e da hora no sinal de vídeo, procura de alarmes, etc.

Time lapse video recording :

Gravação intermitente de sinais de vídeo em intervalos disjuntos, para prolongar ao máximo o tempo de gravação da fita. Normalmente, é medido tendo como referência uma fita para 3 horas (180 minutos).

Time multiplexing :

Técnica aplicada para a gravação do sinal de várias câmeras em um único gravador de vídeo, tipo time lapse. A emissão seqüenciada das imagens das câmeras é feita com retardos de tempo, coordenados com o modo time lapse selecionado no gravador.

T-pulse to bar :

Termo relacionado com a resposta de freqüência de equipamentos de vídeo. Um sinal de vídeo contendo pulsos T de igual amplitude e porções em barra (valor contante) é aplicado ao equipamento em teste, sendo depois as amplitudes relativas do pulso T e das porções em barra, medidas no sinal de saída. A perda na resposta será detectada sempre que uma parte do sinal apresentar amplitude menor que a do outro. Tracking: Ângulo e velocidade com os quais a fita passa pelo cabeçote de vídeo.

Transcoder [Transcodificador] :

Dispositivo utilizado para converter um formato de vídeo codificado em outro, como por exemplo, converter o sinal NTSC em PAL. Algumas vezes esse termo é usado em lugar de translator.

Transducer [Transdutor] :

Dispositivo utilizado para transformar uma forma de energia em outra. Por exemplo, na Óptica de fibras, tem-se esses dispositivos para converter os sinais luminosos em sinais elétricos. Translator: Dispositivo utilizado para converter um conjunto de componentes em outro, como por exemplo, para a transformação de sinais Y, R-Y, B-Y em sinais RGB.

Transponder :

Circuito eletrônico utilizado em satélites, para receber um sinal com link em terra, amplificá-lo e convertê-lo numa freqüência diferente, para depois transmiti-lo de volta à terra.

TTL (Transistor-transistor logic) :

Termo de eletrônica digital usado principalmente como referência à capacidade de um circuito de ser conectado diretamente ao sinal de entrada/saída de equipamentos digitais. Com essa compatibilidade, elimina-se a necessidade de circuitos de intermediários (de interface). Geralmente, os sinais de TTL ficam restritos a duas condições, valor alto e valor baixo, sendo assim mais limitados que os sinais analógicos. O termo também é empregado para indicar a visualização através de lentes (thru-the-lens) ou medição de cores.

Twisted-pair [Par trançado] :

Cabo formado por dois condutores isolados e retorcidos / trançados juntos. Já que ambos os condutores ficam quase igualmente expostos às interferências, o ruído diferencial é sempre mais reduzido.